Loading

Blogue

MUNDO VELHO

 Vivo pendurado no instintoDe não querer acreditarNeste monótono labirintoOnde deslizo devagarEntre poucas verdades certeirasE muitas mentiras verdadeiras.Entre obstáculos me movoDecifra...

Ler mais
SILÊNCIO

 Os ecos do silêncio voltam velozesDe tão fortes na sua origemDos hiatos de música compassadosDa voz caladaE da angústia de dizer nada.Nem os murmúrios me consolamNem as canoras se ouv...

Ler mais
INGRATIDÃO

 Estou sempre dentro de tiNatureza infinitamente (per)feitaDe ti nasci A tua proteção me vive.Mas a minha cegueira não te enxergaDestruo-teQue ingratidão,Destruo-meQue sofrimento perman...

Ler mais
CÚMULO

De tão abstratoNem eu por vezes me entendo,De tão sintéticoBasta-me um ponto final,De tão caladoApenas digo monossílabos,De tão radicalSó admito um argumento,De tão obcecadoVou até ...

Ler mais
LÁPIS DE CARPINTEIRO

A ponta do lápisNa orelha do carpinteiroSegreda-lhe ao ouvidoNão preciso de tinteiro.Marca, risca e desenhaAfia-me se precisarE traça na madeira Uma curva de embalar.Da orelha para a mão...

Ler mais
INVENTEI UM RIO

A nascente foi lá longe em montanhas escondidasOnde o cheiro das urzes, zimbros e murtas floridasPurificou as águas tímidas e inocentesE corrigiu trajectórias irreais e incoerentes.Cedo,...

Ler mais
COTOVELADA

Nesta peste de tempo lentoDe penoso afastamentoEnquanto apertados abraços são escassosBeijos quentes estão ausentesE piscadelas atrevidas são proibidasUma tímida cotoveladaAinda que bem...

Ler mais
FASES DA LUA

Astro amigo que tantas influências em mim tensNos teus quartos em versos te vais desdobrarCom a angústia do minguante fico preso e me deténsCom a energia do crescente fico livre para amar...

Ler mais
TERRA AMADA

Terra amada, queimadaMares profundos, imundosCidades vividas, poluídasCampos floridos, ardidos Florestas sagradas, devastadasMinas descobertas, abertas Planícies verdura, monoculturaGlacia...

Ler mais
LINHAS

Quando nasci a minha vida era uma linha retaParalela ao meu destinoEm direção ao infinito.Cedo foi curvando torcendo entortandoTão tortaQue nem Deus se atreveu a escrever nelaNem o diabo ...

Ler mais
Água

Água bem escassoDoce pura cristalinaFuturo vaporadoCuidado,Vai faltar!Vão morrer as nascentesOs rios ficarão doentesVou ter sede.Vamos ter muita sede!No deserto.

Ler mais
Dia Mundial da Poesia

É a poesia que me alimentaÉ a poesia que me atormenta.A poesia?Quem me dera escrever um dia!Quando?Antes de acordarOnde?Onde o sonho me levar.

Ler mais
PRIMAVERAS

Hoje acabou o Inverno sem fimNasceu-me a Primavera por inteiroNasceu-me um sol verdadeiroE cheirou-me à flor do jasmim. Lembrei-me então da juventudeDa idade primaverilQuando com a febre ...

Ler mais
ESPANTALHO II

Sou o espantalho mais eleganteQue há nas redondezasEstou vestido a rigorTirando certas miudezasO meu esqueleto é de pauO meu coração é de palhaAlguma palha para encherPorque só osso n...

Ler mais
ESPANTALHO I

Sou o espantalho desta hortaE uma vez em hora mortaUm passarinho me perguntou:Podes abrir a tua porta?Não sou eu o porteiro do quintalRespondi fazendo-lhe um sinalEu apenas estou aqui parad...

Ler mais
VIVER

Que significa viver?Coração a bater?É quanto basta, é muitoMas muito pouco!Viver é ter pernas para correrÉ ter braços para abraçarAmigos que vamos verÉ ter boca para beijarAmantes c...

Ler mais
CONFINAMENTO (trava-línguas)

Desconfino, confino e volto a desconfinarConsta que o confinamento,Depende da força do pensamento.Se é forte, aguenta e vai em frente.Se é fraca, inquieta a mente.Se nem sim nem não,Abal...

Ler mais
SEMEIO PALAVRAS

Semeio palavras neste jardimDe quando em vez nasce um versoMuitos morrem sumidos no tecladoAlguns ficam escondidos, estagnadosOutros dissipam-se como o fumo do cigarroDos que restam há os q...

Ler mais
SEM ABRIGO

Deambulam pelas ruasExcluídos mendigos pedintes maltratadosVagueiam em túneis desorientadosSete cães pela trelaVinho tinto em garrafa na mãoMaldito álcool maldita droga malvados vícios...

Ler mais
Tempo de nascer e de morrer

Relógio meu que horas são?Não sei, respondeu. Enlouqueci.Enlouqueceste com o tempo? Lamento!Sem ti, a que horas nasci?Calendário meu, que dia é hoje?Não sei, respondeu. Avariei.Avarias...

Ler mais
O CORAÇÃO E A MENTE

 Entre o coração e a menteTenho um fio entrelaçadoPor vezes passa correntePor vezes um emaranhadoE às vezes cada umA puxar para seu lado.Entre o coração e a menteTenho um contacto s...

Ler mais
Mulher estratega - Dia Internacional da Mulher

A mulher é a estrategaDe toda a uterina gestaçãoNove longos meses nos carregaEsperando dolorosa contração A mulher é a estrategaDe saudável maternidadeCom seus peitos alimentaOs meni...

Ler mais
A MINHA GÉNESE

O primeiro espermatozoide a chegar fui eu!Encontrou-se com um óvulo que era euE deu-se a explosãoCentenas de explosões, milhares de divisões.A partir daí naquele útero adormeciSono len...

Ler mais
Ciclo de Vida

 De manhã quando me levantoA primeira coisa que façoÉ deitar-me no teu regaçoE esperar que me acordes.Á noite quando me deitoA última coisa que façoÉ deitar-me no teu regaçoE esper...

Ler mais
ZANGA

 “Fico zangada quando a mana me bate”A zanga é apenas um processoDe virar tudo do avessoE de mostrar o meu toque a rebate. Sou ainda pequenina, ainda na manhãSe te bato não sintoSó...

Ler mais
POBRE RIO

Rio que chorasA espuma suja com veneno corre-te pelo leitoE as lágrimas limpas secam rápido sem jeitoNem a chuva nem o sol te conseguem resgatarNem os peixes que já não tens voltam a nad...

Ler mais
Melhor ir que ficar!

 Nunca fiques num dilemaNum impasse sem poema. Ou vais ou ficas!Se ficas morres.Se fores vais vencerSe fores, serás eterno até morrer.

Ler mais
Quem sou?

Farei parte da Natureza?Não sei,Apenas tenho a certezaDo muito que errei.Será que sou um bicho?Não sei,Apenas por caprichoOutros bichos elimineiE serei um ser humano?Não sei,Sou simplesm...

Ler mais
ANESTESIA

Cartas abertas, envelopes fechadosserão alertas sempre negadosDesligamos a radio vemos TV,aparece um estádio, isto é o quê?Dão-nos as delícias do passatempodão-nos notícias a todo o ...

Ler mais
TRÊS QUADRAS SOLTAS

 O poeta que nunca fuiNem pró ser o queroO poeta que vier a serNem em sonhos o recupero.O coração faz a rimaQue a boca irá declamarQuando a mente desatinaFica tudo a rimarA palavra é p...

Ler mais
TRISTEZA

 Os meus olhos entristecem-me de negroNo meu rosto me revejo e me integro. A tristeza de um mar profundo de solidãoEm que mergulho só, naquela vastidãoLembra um vago e triste olhar na e...

Ler mais
LONGO INVERNO

 Nestes húmidos dias de invernoQue mais parecem um inferno Ponho as mãos no chão encharcadoMondo a erva verde com o meu aradoE penso na cor do mundo transformado. Lembro-me então que ...

Ler mais
NOVOS ESCRAVOS

Estes seres que de humanos se orgulhamPassam pelo mundo sem sequer pensarQue outros semelhantes vão escravizarNo consumo em que os mergulham Se escravos somos de olhos vendadosCom vida mis...

Ler mais
O PINTAS

Estás-te nas tintasPara as fintasQue a vida dá.Não quero que mintasNem que sintasQue vieste cá.Tens vozes famintasFalas sucintasToma chá.És um troca-tintasÉs um pintasComo já não há.

Ler mais
OS BICHINHOS DO MEU JARDIM

O grilo furouFez um furinhoE no fim do furoFez o seu ninhoO trilho da minhocaÉ dentro da terraQuanto mais furaMais se enterraJoaninha que voaPõe os teus ovosVai para LisboaTer filhos nov...

Ler mais
SONETO SEM PALAVRAS

Sem as palavras que já esqueciNão mais te poderei escreverMas para um dia vir a saberLerei os poemas que há em ti. Dentro de mim me escondoCom um pseudónimo escrevoSem palavras, mas com...

Ler mais
CORPOS FUNDIDOS

Com os corpos estremecidos no chãoAs mentes fundem-se em infinita paixão.Nos olhos olhamos uma luz verdadeiraE nos vemos como chamas de fogueira.Pelos lábios passamos líquidos ardentesOs...

Ler mais
DICIONARIO COVID

 CovidQue me agrideDoença má que não regride. ZaragatoaLançada á toaEm narina não magoa. ContágioÉ um plágioE muito mau presságio. InfeçãoPois entãoEspalhada na populaçã...

Ler mais
VIDA E MORTE

A enxada a terra cortaA pá pesada a transporta. Cova aberta em terra leveRaiz profunda a fura em brevePara que a copa alta se eleve. Também pela mesma razãoContrariado lá vai o caixão...

Ler mais
OS 5 SENTIDOS

OS 5 SENTIDOS De olhos bem abertosPerco a visão do interior que me inquietaDo vício que me afeta e do medo de ser poeta. Mas de olhos fechadosEncerro-me dentro de mimE verei as cores dos ...

Ler mais