Loading

NOVOS ESCRAVOS

Estes seres que de humanos se orgulham

Passam pelo mundo sem sequer pensar

Que outros semelhantes vão escravizar

No consumo em que os mergulham

 

Se escravos somos de olhos vendados

Com vida miserável de consumistas

Estamos pacificamente paralisados,

Parecemos alienados e comodistas.

 

Mas se de repente a nobre mente,

De milhões que somos no consumo viciados,

Pensar que mudar é muito urgente

 

Teremos então esses vilões erradicados

Os nossos hábitos radicalmente alterados

Ficaremos felizes com um novo ambiente.