Loading

SEMEIO PALAVRAS

Semeio palavras neste jardim

De quando em vez nasce um verso

Muitos morrem sumidos no teclado

Alguns ficam escondidos, estagnados

Outros dissipam-se como o fumo do cigarro

Dos que restam há os que não florescem

Sem fruto, deleito-me com frutos de outros jardins

Os que vingam são parte de mim.